Nome Completo:
Email:
 
O risco de ganhar peso depois da cirurgia bariátrica.
 
A cirúrgica bariátrica é um instrumento de grande valor no tratamento da obesidade mórbida. A cada ano, um número cada vez maior de pessoas, vem sendo submetidas a alguma técnica cirúrgica bariátrica com objetivo de perder peso, melhorando assim a qualidade de vida e o controle de doenças associadas ao excesso de peso, como o diabetes e a hipertensão arterial. Nos últimos anos, vários trabalhos vêm sendo publicados na literatura médica celebrando os excelentes resultados da cirurgia. De fato, o tratamento cirúrgico quando bem indicado e conduzido pode ser considerado uma arma poderosa para combater uma condição para a qual até pouco tempo atrás não existia qualquer alternativa terapêutica minimamente razoável.

É maravilhoso acompanhar o ?renascimento? que muitos pacientes experimentam durante o pós-operatório. Além do extremo sofrimento causado por doenças relacionadas à obesidade, a discriminação e a falta de oportunidades para conseguir se sentir incluído na sociedade, tornam a vida do grande obeso muito difícil. A cirurgia proporciona mais que a perda de peso e o controle da pressão; vai além da melhora do diabetes e das dores nos joelhos. Chega a interferir positivamente na dignidade das pessoas, restaurando seus direitos a coisas mínimas, porém significativas, como por exemplo: sentar no banco do ônibus depois de passar tranquilamente pela roleta, comprar uma roupa numa loja, ir ao cinema e poder realizar sua higiene pessoal sem ajuda de terceiros.

Recentemente um problema tem chamado muita atenção: Um número grande de pacientes estão voltando a ganhar peso no pós operatório. Não estou aqui me referindo aos que recuperam alguns quilos no decorrer de alguns anos, o que pode ser considerado normal, pois todos temos uma tendência a ganhar um pouco de peso com o passar dos anos. Falo de casos nos quais o peso recuperado é grande, ultrapassando 50 % do peso perdido com a cirurgia. Nestas situações, pode ocorrer o retorno das doenças que estavam controladas, gerando frustrações e piora na qualidade de vida do paciente, comprometendo assim todo investimento que foi realizado por todos envolvidos nesse processo. Estatísticas indicam que mais de um quarto dos pacientes operados estão passando por isso.

São vários os fatores que podem facilitar o reganho de peso após a cirurgia bariátrica. Um preparo mal feito e a falta de acompanhamento no pós-peratório aumentam significativamente o risco de voltar a ganhar peso no decorrer dos anos. É importante não esquecer que a obesidade não tem cura. Os resultados da cirurgia podem ser excelentes, porém dependem da atenção e do comprometimento de cada paciente para que sejam mantidos durante muito tempo. Não faltam nos dias de hoje situações de risco, capazes de desviar nosso foco de uma rotina saudável. Stress, dificuldade em seguir dieta, sedentarismo e falta de acompanhamento com equipe multidisciplinar são apontados pelos especialistas como fatores de risco para voltar a ganhar muito peso depois de alguns anos da cirurgia. Portanto, àqueles que foram operados e aos que estão se preparando, um conselho: Muita seriedade e atenção. Não deixem de fazer o acompanhamento com equipe especializada. Os resultados da cirurgia podem e devem durar por toda vida.

Leia mais sobre esse assunto no site:
http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2014/12/1558438-um-quarto-dos-que-reduzem-estomago-volta-a-ficar-obeso.shtml


CONHEÇA NOSSOS PARCEIROS

© Copyright 2014 - GRACO - Todos os direitos reservados